sexta-feira, 8 de julho de 2016

Fantasmas que pegaram táxi em Ishinomaki, depois do tsunami, são tema de monografia

Ishinomaki depois do tsunami


Yuka Kudo, 22 anos, natural da província de Akita, é uma jovem formanda do curso de Sociologia da Universidade Tohoku Gakuin, de Sendai (Miyagi). Seu grupo de 7 pessoas escolheu como tema da monografia para colação de grau, como as pessoas lidam com a morte após o Grande Terremoto ao Leste do Japão, em 11 de março de 2011. Até iniciar o trabalho de pesquisa, ela via as mortes provocadas pelo tsunami como “milhares de pessoas que perderam a vida”. Depois de iniciar as entrevistas, descobriu que muitos dos taxistas de Ishinomaki (Miyagi) tiveram a experiência de terem como clientes os fantasmas de pessoas que provavelmente perderam a vida na tragédia. 

segunda-feira, 4 de julho de 2016

O intrigante caso das “gêmeas silenciosas” e por que uma teve que morrer

Preconceito, ostracismo, trauma, catatonia e hospitalização: o inquietante caso das gêmeas idênticas silenciosas e por que uma delas "precisou" morrer.
 
June e Jennifer Gibbons (reprodução)
 
Com apenas três anos de idade, as gêmeas idênticas Gibbons começaram a recusar a comunicação e socialização com outras pessoas, desenvolvendo uma linguagem própria que era incompreensível até mesmo para seus pais. Unidas por um mundo estranho, bizarro e cheio de segredos, as meninas cresceram sob grande deboche e assédio escolar, o que contribuiu ainda mais a seu isolamento. Só seus diários e obras literárias perturbadoras ligavam as meninas de alguma forma com a realidade.

sábado, 28 de maio de 2016

Dicas de Viagem: A casa dos Defeo em Amityville e a loja Obscura em NY

https://i.ytimg.com/vi/yBjJBArzPko/maxresdefault.jpg 

Para quem gosta de viajar para pontos turísticos mais bizarros, longe daqueles dos livros de viagem, eu trouxe algumas dicas da minha última viagem entre EUA - Canadá.

THE DEFEO'S HOUSE

A casa fica na Ocean Avenue, número 112, bairro de Amityville. Sofreu algumas alterações, provavelmente para tirar a "carcaça" de casa mal assombrada, mas não adiantou muito não. Os novos proprietários encheram o gramado em volta da casa com placas de PROPRIEDADE PRIVADA. Mas nem isso afasta os mais curiosos.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Livro "A Ilha das Bonecas Mortas", de Marcos Otero - www.olivedbook.com

Ajudando um escritor de terror que nos mandou e-mail, segue para quem interessar, o novo trabalho dele: "A Ilha das Bonecas Mortas".

As primeiras 30 páginas podem ser lidas no site do livro: www.olivedbook.com


sábado, 6 de fevereiro de 2016

A bizarra e inacreditável reencarnação de Carl Edon

Volta e meia eu me pego pensando neste intrigante assunto. Existe? Não existe? Haveria alguma maneira de um “defeito” no processo de morte da consciência produzir uma nova pessoa que ainda mantém memórias claras de uma outra que já morreu?

https://www.epochtimes.com.br/wp-content/uploads/2015/02/ct-piloto-nazista.jpg
O curioso caso de Carl Edon
Quanto mais eu olho para histórias de reencarnação, mais intrigado vou ficando com todas essas pessoas que acreditam ter vivido antes em uma vida passada. Não só eles têm memórias escabrosas desde a mais tenra idade, como parecem ter nascido com essas memórias intactas e depois de algum tempo, isso produz desgaste e espanto na família, sobretudo quando ela entender realmente sobre o que as crianças estão falando.

Isso é mais do que você ouvir uma musica antiga e ter uma bizarra sensação de que já ouviu aquela melodia antes. Ou sentir saudade de uma comida que nunca comeu. Para essas crianças, é normal dizer, de repente, ‘Eu costumava ser um piloto’ ou ‘eu morri com uma machadada na cabeça”. Loucura? Fantasia? Ou serão mesmo incríveis histórias de reencarnação?

Há muitos casos, muitos deles pesquisados – felizmente – através de método científico. Embora uma ampla maioria desses casos e estruture como eventos anedóticos, há alguns casos bem melhores que os outros, já que o que geralmente costuma faltar num monte de histórias são provas.

Provas sólidas e Reais. E é por isso que a história de Carl Edon é tão extraordinária.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Chineses ficaram apavorados com uma 'cidade flutuante' que surgiu no céu

Cena de gravação amadora postada no Youtube: impossível ficar indiferente à Fata Morgana (Foto: Reprodução)
Cena de gravação amadora postada no Youtube: impossível ficar indiferente à Fata Morgana
O que poderia ser o primeiro parágrafo de um conto de terror sci-fi é um relato objetivo do que aconteceu em uma região da China há algumas semanas: “No início de outubro, moradores da província de Jiangxi e da cidade de Foshan, na China, levaram um susto ao contemplar o horizonte. Havia uma cidade ali. Não a cidade inteira, mas o topo ou a silhueta do topo de prédios imensos. Abaixo do topo não havia o restante dos andares ou a base dos prédios, mas nuvens. Nuvens espessas e cinzentas.”Para alguns, é o primeiro ato do fim do mundo. Para outros é uma rachadura na parede invisível que nos separa dos universos paralelos que nos rodeiam. Para os cientistas é um fenômeno que, apesar de natural, continua sendo quase tão bizarro quanto as outras teorias. Teorias conspiratórias e divertidas.

No vídeo abaixo dá pra ter uma noção do que aconteceu. A hipótese mais provável é de que se trata de uma miragem causada por uma ilusão de ótica chamada Fata Morgana (a explicação desse nome que parece saído da Santa Inquisição ou do Castelo Rá-Tim-Bum vem mais adiante).

domingo, 27 de setembro de 2015

Bem vindo à misteriosa Zona do Silêncio no México

Enquanto tudo que você poderia esperar ouvir é o vento, frio, seco e constante, um ruído estranho lhe chama atenção. É o som do metal de uma velha e enferrujada placa açoitada pela força invisível do ar em movimento, que cruza o deserto da região de Mapimí levantando pequenos redemoinhos de poeira amarela.

A placa, inquieta, deixa ver uma enigmática inscrição: Zona del silencio.
 
zonadelsilencio-durango

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Crueldade com Animais (post graficamente pesado - considere precaução!)

O site abaixo, apesar de uma lenga-lenga cristã em alguns dos posts, tem artigos bem completos e bem ilustrados a cerca de maus tratos a animais. Especifiquei o link da página com artigos e fotos de maus tratos a cães. Quem tem um cachorro sabe como é.

quarta-feira, 1 de julho de 2015

A assassina de meia tonelada!!

Mayra Rosales, a "mulher mais pesada do mundo", pesava 470kg quando foi a julgamento em 2008, no Texas. Confessou ter esmagado acidentalmente o sobrinho, Eliseo, com o peso do próprio braço.

Mayra Rosales durante sua dramática remoção

Mayra vivia presa a uma cama King Size, na casa da irmã Jamie, onde fazia as vezes de babá do sobrinho, embora tivesse muita dificuldade para se locomover. Certa feita, o menino começou a apresentar problemas para respirar e Mayra ligou para a emergência. Os paramédicos vieram e levaram o garoto e a mãe ao hospital, e Mayra ficou em casa. O menino apresentava diversas escoriações e hematomas, e um calombo na cabeça, e sua situação era grave. Jamie ligou de lá aos prantos, dizendo que a polícia não a deixaria ver o filho, caso não contasse quem o havia machucado. E implorou para que Mayra assumisse a culpa. E ela o fez.

domingo, 28 de junho de 2015

Fotos post-mortem...


"A Cama Repulsiva - CJ Laughlin - 1948"

Confesso que me deixei levar pelo termo "fantasmas" ao esbarrar no livro "Fantasmas ao Longo do Mississipi", de Clarence John Laughlin, e fico muito feliz de ter me enganado!

Tive o privilégio de pôr as mãos no livro "Ghosts Along the Mississipi", lançado em 1948 por Clarence, o Caçador de Ruínas. Um fotógrafo genial, para muitos o primeiro surrealista nesse campo nos EUA. Sempre fui fã de surrealismo e de fotos em cemitérios (quem nunca tentou, experimente!) e algumas das imagens de Clarence conseguem ser poéticas e ao mesmo tempo perturbadoras. É um de seus compêndios, de fato o mais famoso, e contém breves textos do autor e notas sobre as fotografias. O termo "fantasma" é uma alegoria aos velhos e apodrecidos casarões ao longo do rio Mississipi, que são tanto modelos quanto lugar comum para as outras fotos e composições.